LINHO E MAIS LINHO

Olá dreamers preferidos,

Este ano estou rendida à tendência do linho. Tenho a capacidade de me apaixonar por inúmeras peças, mas principalmente por vestidos de linho.

O look que vos trago hoje é bem recente, inclusive nas lojas Zara. É mais um vestido super prático, com uma cor totalmente “eu” e em linhooooo!!! Dei o meu toque final com um cinto vintage e as minhas jóias preferidas da pura filigrana.

Espero muito que gostem do look e que o repliquem.

Beijocas

BRILHOS

Alguém disse brilhos?

Euuuu!!! Adoro uma boa dose de brilhos. Não da para negar qualquer tipo de roupa que se apresente na medida certa de brilhos e este vestido camisolão não foi excepção. 

Sabem o que foi mais apelativo? o preço!!! Malta, esta coisa gira que eu trago vestida, custava 49,99€ e sabem qual foi o valor que eu dei por ele? 16,99€. Isto sim, são saldos daqueles que eu amo. Mais uma vez, conjuguei-o com o belo do cinto, umas botas acima do joelho e as minhas jóias da Pura Filigrana.

O resultado da conjugação foi este. Espero que gostem e que aproveitem muito bem a época de saldos.

Beijocas

TENTAÇÃO ROSA

Olá meus amores,

Antes de mais aproveito para vos desejar um ótimo 2018. Que seja um ano de muita aprendizagem, bondade, amor e reciprocidade. Aproveitem este ano para por em prática as vossas resoluções e para fazerem novas conquistas.

No post de hoje, trago-vos um look bem simples com uma das minhas cores preferidas. Pois é, não é novidade nenhuma que sou fã do cor de rosa, principalmente deste cor de rosa!!! Repararam que existe um acessório novo na minha vida (fotos na minha conta do Instagram) ?

Ultimamente quase todos os meus looks são acompanhados pelos belos dos cintos. Aderi a esta tendência de uma maneira que já se entranhou (e vai-se manter por muuuuuito tempo). Complementei o look com as jóias da Pura Filigrana, um amor assolapado descoberto no ano passado. Um dia destes faço um post para vos mostrar as peças maravilhosas que moram cá em casa.

Espero muito que gostem do look escolhido,

Beijocas 

 

Body: Intimissimi | Jóias : Pura Filigrana | Óculos de sol: Ray-Ban | Saia: Zara | Sapatos: Seaside | Óculos de sol: Ray-Ban 

CALÇAS DE GANGA STRAIGHT FIT

Quem não ama um visual bem descontraído mas ao mesmo tempo super tendência?

Todas nós, não é verdade meninas? Estas calças de ganga, foram amor à primeira vista, foi do tipo ou compro ou compro (nada, nada à Joana Moreira lol). São super confortáveis, a cintura é subida, são largas nas pernas e vão afunilando ligeiramente no final.

IMG_4468.JPG

São especiais pelo facto de não terem bainha e ainda serem curtas. Neste caso, optei por uns mocassim de cetim floridos mas, se calçarem uns botins de salto médio ou até mesmo alto, vão ficar um arraso. Todas as peças que estou a usar são da nova coleção, por isso, podem ser ainda adquiridas.

Beijocas

FullSizeRender 11.jpg

Calças de ganga: Bershka |Carteira: Zara | Sapatos: Zara | Óculos de sol: Ray-Ban | Relógio: Tous | Top: H&M

UMA ESCOLHA PARA A VIDA

Há cerca de uma semana,

decidi mudar a minha vida, as minhas escolhas.

Devo dizer-vos que nunca fui uma amante de carne. Era algo que comia de vez em quando, maioritariamente fora de casa. Quanto ao peixe, já era outra conversa, poís desse eu gostava e muito, assim como alguns lacticínios (queeeeeeijo). Quando embarquei nesta aventura de perder uns quilos a mais (há 4 anos atrás), acabei por reduzir determinados alimentos e a carne foi uma delas.

Nunca tinha pensado sobre o vegetarianismo e o mundo vegan, era um tema sobre o qual ainda não me tinha dado ao trabalho de debruçar. O que é certo, é que há umas semanas atrás, em conversa com a minha prima Sofia, o assunto veio à baila e decidimos ver (ela em Paris e eu em Aveiro) alguns documentários centrados nestas questões. 

Bem, devo dizer-vos que não é algo que se consiga ver facilmente, são sem dúvida documentários que nos fazem repensar nas nossas escolhas de vida. Aquele que vi primeiro chama-se “Cowspiracy” que aborda de uma forma bem realista a insustentabilidade do nosso planeta. E agora vocês perguntam, mas o que é que isso tem a ver com o mudar de alimentação? TUDOOOO!!! O que não falta neste tipo de documentários, são opções plausíveis para deixarmos de consumir carne, de comer animais.  Este primeiro documentário fez-me logo querer mudar, fez-me repensar numa série de crenças e hábitos que já me eram intrínsecos. Se pensei nas questões do planeta?   pensei, claro que pensei, mas confesso-vos que não foi nunca essa a principal razão que me fez mudar. A principal razão foram os animais.

cowspiracy-poster

Abalada com “Cowspiracy”, decidi que era a altura ideal para dar continuidade à minha mudança e assistir a algo mais aterrador, mais realista, que na minha opinião todos nós sabemos destes acontecimentos mundiais, mas tal como eu, não tomamos consciência plena destes acontecimentos para não termos de lidar com a realidade. Malta, se com o documentário anterior verti umas lágrimas, com este, eu abri mesmo a torneira. O filme  “Earthlings” (Terráqueos, em português) mostra-nos o funcionamento das fazendas industriais e relata a dependência do ser humano pelos animais para obter alimentação, vestuário, diversão e experiências científicas.

Posso dizer-vos que dormi mal a noite toda, “Earthlings” virou-me ao contrário e deu-me um murro no estômago. A partir daqui, foi fazendo tudo sentido, deixei de me debater com algumas questões, como por exemplo, o porquê de alguns países da Ásia comerem cães. Ensinam-nos a amar um determinado tipo de animais e a torná-los como os nosso animais domésticos, mas onde ficam os outros? não podem ser amados? não podem ser domésticos também? Não me cabe a mim fazer as vossas escolhas, nem muito menos criticar o que comem ou não. A mim, cabe-me a minha consciência, a minha “pegada” no planeta. É claro que já comi muita carne, muitos animais, que já usei muitos produtos que foram testados neles e tenho outros que são em pele. O que importa é que a partir da minha escolha isso fique para trás, porque eu não posso mudar o que já fiz, mas posso mudar o que irei fazer. 

EarthlingsPoster_copy

O meu caminho até aqui ainda é minúsculo, mas digo-vos de coração, que é reconfortante e positivo aquilo que me espera pela frente. Tenho andado a pesquisar inúmeras receitas, alternativas e documentários que abordem estas questões todas. É claro que vou ter saudades do sushi, daqueles hambúrgueres e de todo tipo de queijos que já provei, porque era algo que eu realmente gostava de comer. Tenho tido alguma dificuldade na seleção de produtos de consumo porque em quase todos, está presente um derivado qualquer. Acredito que a longo prazo, deixarei de ter essa dificuldade. 

Deixo-vos ficar os nomes dos documentários que vi. Espero sinceramente que o meu testemunho vos suscite curiosidade e que também vejam esses documentários. 

Beijocas

 

Cowspiracy: O Segredo da Sustentabilidade (Netflix)

Earthlings (Youtube)

What the Health (Netflix)

 

CORES TROPICAIS

Os brunches, definitivamente, vieram para ficar!!!

Se são do tipo de pessoa que adora quebrar a rotina alimentar, não podem deixar passar em branco o belo do brunch.

Num destes domingos, decidimos passar o dia no porto e experimentar o brunch do Zenith. Sou fã de ovos e recentemente fiquei fã de ovos poché que são qualquer coisaaaaa!!! Optei por comer uma tosta barrada com abacate, ovos poché, bacon e molho holandês. Estava uma delícia e para acompanhar, escolhi um chá frio de pêssego sem açúcar. Esta é uma das várias opções que o Zenith tem ao vosso dispor. Apresenta uma grande variedade de escolhas ao nosso dispor. 

Acabamos por passar a tarde no Base, um espaço ao ar livre muito agradável situado no Passeio dos Clérigos que funciona como esplanada, mas ao mesmo tempo, organiza atividades de saúde e bem estar, culturais, desportivas e festivas.

Despeço-me deixando-vos ficar algumas fotos dos locais e do outfit escolhido. Se for o caso, boas férias.


Beijocas 

 

FullSizeRenderIMG_1384IMG_1385IMG_1380IMG_1409IMG_1386

Anel : Pandora |Carteira: Primark | Colar: Pura Filigrana \ Saia: Zara | Sandálias: Zara | Óculos de sol: Unno | Top: Feito à mão (já tem 3 anos)